Da influência dos planetas sobre o corpo humano

Fiz em Viena, em 1766, uma dissertação da influência dos planetas sobre o corpo humano. Parti dos princípios  conhecidos da atração universal, constatada pelas observações que nos ensinam que os planetas se afetam mutuamente nas suas órbitas, e que a lua e o sol causam e dirigem sobre o nosso globo o fluxo e o refluxo no mar, assim como na atmosfera. Parti, disse eu, do fato de essas esferas exercerem também uma ação direta sobre todas as partes constitutivas dos corpos animados, particularmente sobre o sistema nervoso, por meio de um fluído que a tudo penetra. Eu determinei essa ação pela intenção e a remissão das propriedades da matéria e dos corpos organizados, tais como a gravidade, a coesão, a elasticidade, a irritabilidade, a eletricidade.
Eu sustentei que do mesmo modo que os efeitos alternativos, em comparação com a gravidade, produzem no mar o fenômeno sensível que chamamos fluxo e refluxo, a intenção e remissão das ditas propriedades estão sujeitas à ação do mesmo princípio, experimentaria também um forte fluxo e refluxo. Apoiei esta teoria com diferentes exemplos de revoluções periódicas. Nomeei a propriedade do corpo animal, que o torna suscetível    
à ação dos corpos celestes e da terra, magnetismo animal. Eu explicava por este magnetismo as revoluções periódicas que nos chamam a atenção no sexo, e geralmente aqueles que os médicos de todos os tempos e de todos os países observaram nas doenças. 
Franz Anton Mesmer

Nenhum comentário:

Postar um comentário